Páginas

sábado, 20 de novembro de 2010

Fotograma em azul..


Sufocada por um instantâneo desejo
No azul, mergulhar e me perder
Melancólico momento de prazer
em que cada beijo tem sabor de adeus
cada gemido,soa doloroso
Penetrada pelo mel amargo
dos olhos sem alegria
Estar naquele lugar do mundo
onde os sonhos vivem e morrem
Verdadeiro Batismo de sangue
Vermelho , deliciosamente carmim
Meu ânimo escorre entre minhas pernas
Nele, eu não estou
Ele está, naquele momento, em mim
como uma dor amiga
Não quero passar...
Dolorida, sofrida
logo, esquecida
aborrecida, preterida
O anil me tortura
torna mais triste o momento
Realização desfeita
Fotografo o momento e o lugar
com a roleflex
que é meu antiquado coração
"Never more, never more"
Só sobraram vazio, manchas e negativos não revelados.

6 comentários:

  1. Oii

    Belo poema, vc escreve bem.

    Gosto bastante de você, viu?

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    nem todos o fazem.

    ResponderExcluir
  3. Não são todos que podem, prenda.

    ResponderExcluir
  4. mas há os que podem, mas não o fazem.kk

    ResponderExcluir
  5. Poder traz vivacidade, fazer nos mata um pouco mais.

    ResponderExcluir